terça-feira, 27 de março de 2012

Até sempre, Kiara!

Vou lembrar-me de ti sempre que vir um cãozinho. Vou lembrar-me da tua barriguinha, que viravas sempre que vias alguém com potencial para te fazer uma festinha (vias potencial em todos, vá). Vou lembrar-me de ti sempre que comer frango, e vir os ossinhos que sobram, com os quais fazias banquetes. Sempre que ouvir um golfinho, porque tem o som mais parecido com o teu "ih ih ih", já que nunca foste de ladrar. Sempre que vir um passarinho, e recordar como gostavas de adoptar os que passavam por ti, demonstrando um instinto maternal do mais fofinho que há. Sempre que vir uns olhinhos cor de mel tão expressivos quanto os teus. Sempre que vir o "Rei Leão", porque quando eras pequenina fazias-me lembrar o Simba a correr no meio da erva. Sempre que vir umas florzinhas coloridas como as que tinhas na coleira, que envergavas com uma pose de alta costura. Sempre que olhar para o teu cantinho e não estiveres lá aos saltinhos sempre pronta para a brincadeira e carinhos. Mas o cantinho continua a ser teu, combinado? Para sempre.

Tenho muita pena de não te ter acompanhado nestes últimos 4 ou 5 dias em que estiveste mesmo mal, já claramente a pressentir o pior. E tenho muita pena que tudo o que se fez não tenha sido suficiente. Sabes o que diz o AF? Diz que nós é que somos parvos, em escolher para grandes amigos seres como tu, que não duram tanto como nós, e já sabemos à partida que vamos sofrer assim quando chegar ao fim. Mas ele diz também que acha que foste muito feliz. Eu também acho. E se agora sofreste estes diazinhos, acho que foram compensados com todos os dias felizes da tua vida, certo? E estes dias em que estamos todos a sofrer a tua perda, foram sem dúvida compensados com todos os mimos, alegria, fidelidade e companheirismo que nos proporcionaste. Obrigada, Kiara, pela tua dedicação. Todos os que te conheceram, sabem a cadelinha especial que eras. É que eras mesmo.

Espero que não exista um céu só dos cães, e que vamos todos para o mesmo céu. Assim ficarás juntamente com as pessoas, já que nunca ligaste muito a cães. Vamos todos ter muitas saudades tuas. 

Adeus, querida!

10 comentários:

  1. Lamento muito... fazem tanta falta... eu acredito no céu dos bichos.

    ResponderEliminar
  2. Se houver ceu dos animais e por lá estiver a Kiara (e se ela nao entra no ceu nada entra) então que me levem para lá quando morrer. Sei que o ciclo da vida é mesmo assim, mas sempre que me lembrar daquele focinho sempre pronto a nos dar umas lambidelas na cara, naqueles olhos plenos de amor, vou ficar triste porque nunca mais a vou ver...
    Até sempre Kiara...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :( Muitas saudades... muitas mesmo... Tivemos muita sorte em tê-la conhecido!*

      Eliminar
  3. oh :( realmente, apegamos-nos aos animais de uma forma incrível... de certeza que estará no céu dos caezinhos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero algum dia voltar a cruzar-me com ela!

      Eliminar
  4. Todos os cães merecem o céu, não consegui ler o post todo até ao fim porque fico toda sensível nos assuntos dos bichinhos.

    Força *

    ResponderEliminar
  5. Muita força minha querida. Também quero acreditar que um dia reencontramos todos os que foram importantes para nós - animais ou humanos. abraço muito apertado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, querida! :( Vamos reencontrar-nos todos sim! E ser todos felizes de novo! Só queria ter a certeza que ela está bem algures...

      Eliminar