sábado, 7 de março de 2015

#Leonardo *

Ser mãe abriu a minha vida a mundos que eu não conhecia e coexistem com o nosso dia-a-dia...

A prematuridade, a perda gestacional, a perda neonatal. Ouvia falar, mas não conhecia. Esta minha forma de entrar no mundo da maternidade também foi tudo menos convencional... Sinto-me mãe, mas a minha filha não está comigo. Por vezes dou por mim a ler partilhas nas redes sociais de outras mães, com temáticas como "Os mandamentos da mãe", ou "Coisas que todas as mães partilham", que descrevem como ser mãe mudou tudo: a casa sempre desarrumada, com brinquedos espalhados por todo o lado, como deixaram de conseguir dormir todas as horas que queriam, como andar com roupas bolsadas até conseguir trocar pode ser fashion... e dói-me um pouco não me poder identificar com nada dessas coisas. Porque me sinto mãe, mas essas definições que se vão lendo por aí e se adaptam à esmagadora maioria das mães, não se aplicam a mim.

Mas quero muito ser um mãe dessas... Quero sentir-me integrada no clube das mães "normais", quero queixar-me de tudo o que se queixam, e quero babar-me com tudo de bom que os rebentos trouxeram à sua vida. 

E tenho neste momento uma nova oportunidade para isso...

O pequenino Leonardo (pequenino nada, que da última vez que foi medido no ecógrafo já contava 570 g...grandalhão!) vive na minha barriga há 25 semanas, e não posso deixar de lhe agradecer todos os pontapés que me dá. Esta noite, mal me deixou dormir também, o que me deixou tão feliz! A barriga ainda há-de crescer mais [espero], mas já me dá cabo das costas, e é tão bom!! A azia não me larga, faz-me mesmo doer o peito, e nenhuma das medicações ou mezinhas que posso fazer ajuda...mas não faz mal! A tensão arterial mantém-se óptima, e fora um ou outro susto (talvez os aborde um destes dias), as coisas têm corrido muito bem.






Todo o amor por este pirralhinho dentro de mim é inexplicável, e já sonho com o momento em que ele chore pela primeira vez, e o coloquem no meu peito. E sim, sempre que imagino esse momento, imagino-me num pranto. Pois vou chorar, ah se vou! Ou não fosse a Adek Maria uma lame-mor (apesar de muitas vezes disfarçar bem).

Vem lá daí, Leonardo! Mas com calminha...estamos preparados para ti cá fora, mas para já queremos-te no quentinho. Lá para Junho, ok?


[PS: E não é que a data prevista do parto, calculada tanto pela data da última menstruação como pela ecografia, é 20 de Junho de 2015. Precisamente 2 aninhos depois da mana nascer. Se quiser dizer algo, espero que seja que tens o melhor Anjo da Guarda do mundo! Um de 441g :) Sortudo, hã, Leonardo?]

18 comentários:

  1. Chata tu pah! Ja me puseste de lagrima no olho!
    Daqui a uns meses quero ver-te a relamar de tudo o que é "normal" no mundo materno! E esperemos q sim nao é? Porque irá ser sinal que está tudo bem!

    Beijinho grande para os 4

    ResponderEliminar
  2. Fico tão feliz por ti! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Fico tão feliz por ti! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Aii que feliz estou por ti!!! que corra tudo bem1!! que alegria!! grande beijo!

    ResponderEliminar
  5. Muitas felicidades para vocês e para o pequeno grande Leonardo :)

    ResponderEliminar
  6. Querida estou tão feliz por si, não tenho palavras para lhe dizer o que gostaria ...
    Como sabe, sou mãe e avó mas, há muitos anos tive um "filho" que nunca vi... Ainda hoje penso "nele"!
    Percebo como se sente!
    Estou junto a si!
    Abracinho meu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os nossos filhotes nunca são esquecidos, Um beijinho para si, e um até ao outro lado, onde eles esperam por nós :)

      Eliminar
  7. Que felicidade... fiquei emocionada por saber que vais ser mãe... que vais ser abençoada, e que a tua pequena princesa certamente está a proteger o irmão. Felicidades!!

    ResponderEliminar
  8. Oh fiquei tão feliz com esta novidade!
    Beijinho mt grande minha querida!

    ResponderEliminar
  9. Estou tão feliz por ti querida, eu estou gravida de 7 semanas, e muito feliz, infelizmente minha gravidez é de risco, estou tomando utrogestan 200mg 2 vezes ao dia, o medo é enorme, pois para piorar, perdi meu emprego. Sou emigrante, só tenho meu marido, me sinto sozinha e sem chão, sem ninguém para desabafar. Li a acompanhei a tua historia, és uma vencedora , uma super-mãe. Te desejo as melhores felicidades e muita luz. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitos parabéns! Há que ter esperança de que tudo vai correr bem! Se alguma vez quiser enviar mail, está à vontade! :) Um beijinho!

      Eliminar
    2. Ana muito obrigada, eu conheço o teu marido da ilha da Madeira, se falares na Débora que esta na Suiça, ele sabe quem é, infelizmente no facebook ainda não dei a noticia devido a alguns familiares, hoje entro no 3 mês, ando com uma pontadas no útero, mas o sangue parou, mas ando um pouco depressiva, infelizmente esta gravidez apesar da imensa alegria que sinto, me trouxe também uma perda importante que foi meu trabalho, mas nada que não se resolva. Infelizmente com família não posso contar la muito, e a solidão tomou conta de mim nesta fase que deveria ser especial. Mais uma vez obrigada, beijinhos.

      Eliminar